Olá, meu nome é Patrícia Grilli, fundadora do Psicologia Empreendedora e aqui a gente se compromete a levar de forma divertida e criativa, autoconhecimento, autonomia e educação empreendedora para psicólogos.

Bem vindos!

Chamo-me Patrícia Grilli, sou psicóloga, psicodramatista e  mentora de autoconhecimento e empreendedorismo para psicólogos.

Vou te contar um pouco da minha história:

Me formei em psicologia em 2010. Em seguida, me mudei para a cidade de São Paulo em 2011, para me formar como Psicodramatista, e foi aí que minha atuação profissional precisou se iniciar.

Fui funcionária CLT em alguns estabelecimentos exercendo várias funções, que nada tinham a ver com a minha profissão. Foram nesses momentos em que tive contato pela primeira vez com o mundo do  trabalho, do salário, das regras, enfim, de tudo que passa um trabalhador no Brasil.

Eu trabalhava por 22 dias e em algum momento do mês seguinte recebia meu salário, com benefícios como vale transporte, vale alimentação e plano de saúde.

Esse ano de 2011 foi de grandes mudanças profissionais pois, a cada dois ou três meses eu estava buscando uma nova colocação enquanto realizava minha pós graduação. E pude me acostumar com duas coisas: 1- salários flutuantes e diferentes; 2- Benefícios muito interessantes que me davam uma sensação de "vida ganha".

Mas foi em 2012 que finalmente me encontrei profissionalmente. Eu consegui, numa manobra completamente ingênua e movida pela vontade de resolver um problema, 43 clientes como psicóloga clínica no estágio da minha pós graduação.

Só para contextualizar, meus colegas tinham no máximo 8 ou 9 clientes, e eu estava com muito mais que o dobro. Isso me trouxe muita alegria, pois trabalhando com o que realmente gostava consegui uma renda que JAMAIS imaginei ganhar como psicóloga. Apesar de ser enxergada com maus olhos pelos professores que acharam que eu "roubei a oportunidade de estágio dos meus colegas", o que nunca ocorreu, eu apenas fui a única interessada nesses atendimentos.

E foi a partir daí que um mundo de novos desafios se iniciaram.

Eu precisei alugar um local para atender, mas antes de poder alugar precisei verificar a legislação da cidade que me permitiria fazer isso. Precisei também fazer um cartão de visitas, aprender como iria emitir recibos aos clientes, além de não contar mais com nenhum benefício empregatício e
precisar pagar um plano de saúde.

Como não havia recebido qualquer orientação sobre esses trâmites na faculdade comecei "do nada" partindo da orientação de profissionais mais velhos que eu e que já tinham alguma experiência na área.
Claro que perdi muito tempo, recebi orientações erradas e não havia ninguém que pudesse me orientar.

Fui ao Sebrae, mas eles não sabiam como me orientar, pois como eu tinha restrições profissionais no que diz respeito à divulgação e posicionamento, colocadas pelo código de ética da minha profissão, parecia
que ninguém poderia me ajudar.

O próprio Conselho Regional de Psicologia, na minha concepção, era quem deveria me ajudar a entender o meu negócio, porém não podia, pois descobri que eles tinham outra função. Eles deviam fiscalizar
e orientar os profissionais que fossem antiéticos, ou que exercessem de forma errada a profissão.

 

Fiquei então durante dois anos atuando de forma completamente intuitiva, guiada apenas pela minha vontade e percepção do que deveria ser feito. Passei por quatro endereços diferentes, contraí inúmeras dívidas que não imaginava que teria que pagar, passei por muitas dificuldades com inadimplência,
confusões de agenda, dificuldades de prospecção de clientes (termo esse que eu desconhecia na época), problemas com sociedades, empréstimos seguidos e muita sensação de que eu não era capaz de
cuidar do meu trabalho sozinha.

Em 2014 tudo isso começou a mudar. Eu conheci  o  Murilo Gambichler, meu marido, e ele, por ter uma experiência vasta com comunicação e inteligência de mercado, começou a me questionar sobre minhas dificuldades de entendimento do funcionamento do meu negócio.

Perguntas como:

- De onde vem seus clientes?
- Qual é seu faturamento?
- Qual seu líquido mensal?
- Como você faz para conseguir novos clientes?
- Qual sua persona?
- Qual sua proposta de valor?
- Qual sua estratégia de comunicação?

Socorro!

Eu não sabia absolutamente nada disso. Nunca tinha ouvido falar nisso de jeito nenhum e foi aí pela primeira vez que ouvi dizer que eu era uma empreendedora e que precisava saber me posicionar melhor
no mercado para conseguir novos clientes e manter o meu negócio.

Fomos então estudar sobre o que era o empreendedorismo e quais seriam os conhecimentos que o psicólogo precisaria aprender para poder desenvolver o seu negócio sem ter maiores problemas como os que eu tive
naquele momento.

Dessa realidade, nasceu depois de um tempo a empresa Psicologia Empreendedora, que tem como objetivo preparar o profissional da psicologia a saber como se posicionar melhor e evitar esses tipos de
sofrimentos que eu passei por tanto tempo tentando "me virar" sozinha.

Vamos aqui então compartilhar nossas descobertas sobre a profissão da psicologia no Brasil hoje em dia, sobre como o empreendedorismo é importante para esse público e sobre como o entendimento
do psicólogo de seu papel empreendedor, pode mudar completamente sua realidade e posicionamento de mercado.

 

 

Frase

APRENDA A EMPREENDER COM ESTRATÉGIA, CRIATIVIDADE E PRAZER!

 

 

Por isso, estamos aqui.

Para ajudar você a entender quais são os ingredientes necessários para obter sucesso na SUA CARREIRA, se tornando uma referência e sendo reconhecido, fazendo o que você ama!

Não há segredo algum, apenas alguns passos que você precisa seguir.

Acreditamos que toda pessoa possui uma habilidade única, sem exceções.  E se ela a compartilhasse com o mundo, todos estariam melhores em suas vidas. Por quê?

Simples. Porque ninguém consegue ser o melhor em todas as áreas.

Quando uma pessoa se propõe a explorar o máximo de sua habilidade única na psicologia, seja escrever, seja calcular, seja se comunicar, ela está aperfeiçoando a si mesma, podendo compartilhar suas expertises com seu público.

Temos a visão de que o autoconhecimento, o autodesenvolvimento  e a educação empreendedora permitem a promoção de comportamentos espontâneos e criativos nos psicólogos.

Ajudá-los a se apropriar disso, desenvolvendo mais seu papel profissional, chegar lá no local que desejarem é o que me move todos os dias da minha vida.

Ficamos  felizes quando um aluno passa pela nossa empresa e vai crescendo, se descobrindo, mudando e aprendendo mais e mais de si mesma e de sua profissão!

Isso dá um orgulho danado de tudo que fazemos e de todo o caminho que trilhamos para chegar até aqui!

Hoje vejo como essa foi a melhor escolha da minha vida!

Sim, eu acredito muito que você deve fazer e comunicar ao mundo o que  você ama, e sempre com muito embasamento, coerência e efetividade!

FAÇA PARTE DA NOSSA LISTA VIP! E RECEBA NOSSOS VÍDEOS SECRETOS E TODAS AS NOVIDADES  NO SEU EMAIL !

Inscreva-se

quem faz?

Patrícia Grilli

Patrícia Grilli

Sou Patrícia Grilli Figueiredo Alessandri - CRP - 09/010905, psicodramatista, consultora de empreendedorismo, autoconhecimento e comunicação.
Sou uma das idealizadoras da empresa Psicologia Empreendedora e da iniciativa AgitaPSI.

Psicologia - Universidade Federal de Goiás em 2010.

Psicodrama - Associação Brasileira de Psicodrama e Sociodrama em 2012.

Inbound Marketing - Hubspot em 2015.

MBA em Inteligência Competitiva e Inovação em Marketing - Estácio em  2017.